Pop  | 24.06.2013 | Juliana Berwig

Feios, sujos e malvados - só que não
e-mail

comentarios

0
.

Entre o rock e o tecnobrega, o Strokes retorna à cena com um novo disco e mostra que, mesmo sem abalar as estruturas do mundo pop – como em sua meteórica estreia em 2001 – ainda é capaz de impressionar, seja pela habilidade de misturar riffs de guitarra com sintetizadores ou por manter a imagem de banda ‘cool’ que acabou de sair da garagem.

Sim, existiu um tempo em que as pessoas esperavam pela salvação do rock. Em algum momento perdido entre o fim do Nirvana e declínio do britpop, quem gostava do gênero esperava por um novo recomeço, com algo – ou alguém – que pudesse devolver ao mundo bem mais do que melodias perfeitas e letras cheias de dor de cotovelo. Era o começo dos anos 2000 quando um grupo de meninos ricos e de cabelos ensebados assumiu o posto com um disco que, para o bem e para mal, ajudou a mudar a ordem das coisas. Com "Is this it", o Strokes chegava ao topo das paradas e ajudava a definir diferentes caminhos para a música – e também para a moda – com o jeito blasé de quem queria conquistar as paradas com jaquetas surradas, óculos escuros e tênis de cano alto.   

Mais de uma década depois do estrondo de um disco de estreia com hits e mais hits, os garotos de Nova York não só provaram que não salvaram nada – e nem ninguém – como mostraram que o rock precisava ir além. Entre uma avalanche de críticas, o novo álbum da banda – chamado “Comedown Machine” – chega às lojas cercado de polêmicas, a maioria delas por conta de seus flertes com outras sonoridades. A primeira música divulgada, a controversa ‘One Way Trigger’, causou alvoroço entre os fãs brasileiros por fazer estranhas conexões com o tecnobrega. No resto do mundo, a bronca fica por conta da referência oitentista em exagero, marca registrada do trabalho solo do vocalista Julian Casablancas. Se no passado o rock cru, que evocava o melhor de ícones como Stooges e Television, era a cereja do bolo, agora os rapazes mostram amadurecimento – e interesse em explorar novos terrenos.

Ao ajudar a popularizar, de forma definitiva, o termo "indie" à cultura pop da década, o Strokes ainda influenciou a moda com toda a atitude descoladinha dos ricos e bem nascidos de Nova York. O impacto foi tanto que, logo após o disco de estreia escalar as paradas, as calças skinny voltaram a cair nas graças do público masculino. Apesar de mais de uma década mais velhos, os rapazes continuam com sua estética de quem não liga muito pra coisa e mostrando o mesmo visual de sempre, mas com alguns quilos a mais e um punhado de cabelos a menos. Até mesmo a capa deste novo trabalho resume bem o desleixo visual – ainda que calculado – da banda: um fundo vermelho e o nome da gravadora em letras garrafais. Uma forma de mostrar satisfação por ser o último trabalho pelo selo RCA? Nas composições, letras com trechos com “você me pediu para ficar, mas há milhões de razões para ir”, podem dar uma pista. A gente espera que eles fiquem.

Termo de uso

TERMO DE AUTORIZAÇÃO DO USO E DE PUBLICAÇÃO DE TEXTOS E IMAGENS
Os termos e condições abaixo se referem à utilização dos textos e imagens disponibilizados pelo visitante/usuário ao site da ABOUT SHOES. O visitante/usuário  declara-se apto a participar de interatividades, com o objetivo de contribuir com o envio de material, como fotos, conteúdo, informações, textos, frases, entre outros, e que por iniciativa própria aceita e se responsabiliza pela autoria e originalidade do material enviado ao site de ABOUT SHOES. O visitante também se responsabiliza pela obtenção de autorização de terceiros que eventualmente seja necessária para os fins desejados, respondendo dessa forma por qualquer reivindicação que venha a ser apresentada à ABOUT SHOES, judicial ou extrajudicialmente, em relação aos direitos intelectuais e/ou direitos de imagem, ou ainda por danos morais e/ou materiais, causados a ABOUT SHOES, About Editora ou a terceiros por força da presente autorização. Assim, por ocasião do acesso ao site e do envio de informações e imagens, o visitante/ usuário autoriza e está ciente que o site de ABOUT SHOES, bem como a Revista ABOUT SHOES, poderão utilizar, em caráter irrevogável, irretratável, definitivo, gratuito, seu nome, sua imagem, bem como dos textos enviados, no site e na revista impressa, em fotos, cartazes, filmes e/ou spots, jingles e/ou vinhetas, em qualquer tipo de mídia, peças promocionais e campanhas on-line, para a divulgação do site e do Portal, no Brasil e no exterior, bem como para outros fins que desejar, sem limitação de vezes ou número de vezes, bem como o de autorizar sua utilização por terceiros, no todo ou em parte. Entre os direitos da ABOUT SHOES incluem-se, também, os de adaptação, condensação, resumo, redução, compilação e ampliação dos textos e imagens objeto deste termo. Todas as informações de usuários coletadas pela equipe de ABOUT SHOES são confidenciais, sendo intransferíveis, e somente poderão ser fornecidas a terceiros mediante orientação legal ou a terceiros, devidamente autorizados pela Revista ABOUT SHOES e About Editora. Os termos da autorização do uso e de publicação de textos e imagens entre as partes serão regidos e interpretados de acordo com as Leis da República Federativa do Brasil. O visitante/ usuário concorda expressamente em submeter-se à competência única e exclusiva dos tribunais brasileiros e, em especial, ao Foro da Comarca de Novo Hamburgo, Estado do Rio Grande do Sul, para dirimir quaisquer questões oriundas deste instrumento.

Comente esta matéria

0 comentários

Concordo com o termo de uso.
Veja mais colunas deste autor:

Pop | 23.03.2017 | Juliana Berwig

Double trouble

Art | 27.03.2016 | Juliana Berwig

A força criativa de Fernanda Guedes

Icon | 17.03.2016 | Juliana Berwig

Brilho eterno e incontestável

Pop | 15.02.2016 | Juliana Berwig

It`s all about Kanye

Pop | 11.12.2015 | Juliana Berwig

Father John Misty, do fundo do coração
Assine Lateral 3 - http://www.aboutshoes.com.br/assine
Receba as últimas novidades sobre moda e design.
Copyright © Nove Editora Ltda. Todos os direitos reservados. WT Prime - Conectada à Mudanças