Entrevista  | 01.12.2014 | Cristina Pacheco

Moda gráfica: Luciana Tenório e a Carré
e-mail

comentarios

0
.

O caminho dessa designer de moda começou pela propaganda. Formada em Comunicação pela PUC São Paulo, Luciana Tenório trabalhou por 12 anos como diretora de arte e criação em grandes agências paulistas e lidava com clientes como Microsoft, L´oreal Paris, Hope Lingerie, Cacau Show, Amor aos Pedaços, entre outros. Na direção de campanhas publicitárias, envolveu-se com o mercado da moda e ficou fascinada. O conhecimento técnico veio com um curso de confecção e modelagem de bolsas no Senac e assim surgiu, da cabeça da publicitária apaixonada pela linguagem de moda, a marca Carré. Focada em bolsas funcionais e com apelo estético inquestionável, a grife de Luciana vem conquistando clientes e fãs, que enxergam em seus produtos modernidade, qualidade e diferenciação.

Como foi a sua transformação/migração de publicitária para o mercado da moda?

Posso dizer que a migração foi aos pouquinhos, a cada projeto novo ligado a moda, eu ficava mais interessada no assunto… me dedicava com tanta profundidade, que quando percebia já estava ajudando o cliente com definição de coleção, discutindo materiais, tendências. Enfim, percebi que tinha uma aptidão natural e que me trazia muito prazer trabalhar com tudo isso. Eu já pensava em abrir um negócio próprio, aí juntaram-se todas essas vontades.

E porque bolsas?

A ideia de criar bolsas veio de uma necessidade pessoal e observação do mercado. Eu nunca encontrava uma bolsa bacana e suficientemente grande para caber meu laptop. Então comecei adaptando algumas bolsas, sacolas e tudo que encontrava, várias pessoas me perguntavam onde eu tinha comprado. Comecei a perceber que ali existia um mercado pouco explorado.

Quais são as suas principais inspirações e referências para criar?

Sou bastante curiosa, com radar 24 horas em conteúdos na internet, livros, cinema, decoração… tenho pastas com uma miscelânea de imagens inspiradoras, que geralmente não são fotos de acessórios de moda e sim de objetos, flores, decoração, arquitetura e pessoas.
Como a temática do meu trabalho é a mobilidade e a vida urbana, gosto de sair e observar o que as pessoas estão usando, seja no metrô, nas ruas, no shopping, no supermercado, e como elas interagem com suas bolsas, a forma de segurar, abrir, carregar... Meu processo de criativo é despretensioso, às vezes a ideia surge de uma conversa, às vezes de uma imagem, já surgiu da pesquisa de um material. Procuro não ficar presa a nenhuma tendência, senão, não criamos coisas novas. Geralmente me concentro na funcionalidade e estética, os ganhos e praticidade que a pessoa terá usando a peça. Tenho também estudado ergonomia para aprimorar os desenhos. É claro que acompanho os grandes desfiles e outros designers como Marc Jacobs, Alexander Wang, Phoebe Philo. Admiro as ideias geniais e muitas vezes tudo isso contribui, era aquele click final que faltava para finalizar o projeto.

Como é a estrutura da Carré hoje? Você é responsável pela criação ou assume mais tarefas?

A Carré hoje é um studio de criação. Conto com cerca de 15 colaboradores variáveis para a produção. Todos são muito experientes e generosos em compartilhar e trocar preciosos conhecimentos. Meu dia a dia é bastante corrido, com múltiplas tarefas. Além da criação, realizo toda a gestão administrativa e comercial, mesmo não sendo o meu forte, mas necessário para condução do negócio. Hoje minhas atenções estão voltadas para a expansão da marca e a comunicação apresentada. Acompanho o desenvolvimento de cada peça, cada post nas redes sociais, para que a identidade seja única e prevaleça o conceito. Por ser uma marca muito recente, fico receosa em perder a linguagem.

Qual é o diferencial de produto que você propõe na Carré?

Nossa principal proposta é criar bolsas unindo conforto, estilo e tecnologia para homens e mulheres contemporâneos. Usamos o lema “Your case, your style”. São peças funcionais, geralmente com 2 ou mais modos de uso. Optamos por cores neutras de uso atemporal e também realizamos edições especiais com cores da estação. A produção é em pequena escala, todas as peças são feitas a mão e os materiais escolhidos 100% nacionais. Usamos tanto o couro de vaca quanto a ecopele, um material de origem sintética que não tem origem animal e que tem ótima durabilidade. Os metais são todos banhados a ouro ou níquel com garantia de 10 anos.
Um dos diferenciais em relação a outros modelos está na forma como estruturamos. Em todas as bolsas estão previstos compartimentos para levar os gadgets que não vivemos mais sem, como laptops, tablets, smartphones. Ou seja, você tem uma bolsa para levar seus pertences pessoais no dia a dia, seja no trabalho ou para passear, e ao mesmo tempo quando quiser pode levar seu equipamento com conforto e de forma segura.

Quais são seus itens de design favoritos?

Sou cercada por objetos de design, móveis, itens de cozinha e decoração. Gosto do fato dos objetos serem funcionais e bonitos. Mas minha paixão são os itens de papelaria… tenho coleções de lápis de escrever, moleskines, papeis. Sou viciada em lojas de museu, sempre encontro peças bacanas de novos designers.

Falamos da convergência da arte e moda. Você acha que estas duas manifestações estão relacionadas?

A moda assim como a arte é uma forma de expressão. Ambas estão fortemente ligadas à estética e uma mensagem a ser transmitida, atitudes e conceitos. Nos últimos desfiles essa aproximação está mais evidente, com uso de estampas, cores e formas inspiradas diretamente em artistas famosos das artes visuais.  Eu adoro essa junção de linguagens tão ricas. No caso dos acessórios e das bolsas, podemos brincar muito. Sou adepta da escola de Bauhaus, onde “less is more”, e da aplicação das formas e cores puras do Construtivismo. Nas peças da Carré prevalecem linhas minimalistas, retas e poucos adornos, afim de que sejam atemporais. O símbolo da Carré - o caracol quadrado - por exemplo, é um elemento presente em diferentes culturas como a grega e a indígena, mas também é uma figura geométrica forte super contemporânea. Gosto de buscar interlocuções que desafiem as classificações, que rompam as barreiras entre a moda e a arte.

Qual é a melhor parte do teu dia?

Sou bastante produtiva na parte da manhã, acordo cheia de ideias… aproveito e já faço um planejamento rápido, confiro minha agenda e sempre dou um jeitinho de incluir algum tempo para criação. Adoro ir na produção e ver como estão ficando os modelos, conversar com a equipe… Sinto-me mais leve e feliz.

Se não estivesse criando bolsas, o que gostaria de estar fazendo?

Amo criar e não me vejo em outra área. Além das criações das bolsas, já tenho planos em expandir a Carré para joias e outros acessórios.

Termo de uso

TERMO DE AUTORIZAÇÃO DO USO E DE PUBLICAÇÃO DE TEXTOS E IMAGENS
Os termos e condições abaixo se referem à utilização dos textos e imagens disponibilizados pelo visitante/usuário ao site da ABOUT SHOES. O visitante/usuário  declara-se apto a participar de interatividades, com o objetivo de contribuir com o envio de material, como fotos, conteúdo, informações, textos, frases, entre outros, e que por iniciativa própria aceita e se responsabiliza pela autoria e originalidade do material enviado ao site de ABOUT SHOES. O visitante também se responsabiliza pela obtenção de autorização de terceiros que eventualmente seja necessária para os fins desejados, respondendo dessa forma por qualquer reivindicação que venha a ser apresentada à ABOUT SHOES, judicial ou extrajudicialmente, em relação aos direitos intelectuais e/ou direitos de imagem, ou ainda por danos morais e/ou materiais, causados a ABOUT SHOES, About Editora ou a terceiros por força da presente autorização. Assim, por ocasião do acesso ao site e do envio de informações e imagens, o visitante/ usuário autoriza e está ciente que o site de ABOUT SHOES, bem como a Revista ABOUT SHOES, poderão utilizar, em caráter irrevogável, irretratável, definitivo, gratuito, seu nome, sua imagem, bem como dos textos enviados, no site e na revista impressa, em fotos, cartazes, filmes e/ou spots, jingles e/ou vinhetas, em qualquer tipo de mídia, peças promocionais e campanhas on-line, para a divulgação do site e do Portal, no Brasil e no exterior, bem como para outros fins que desejar, sem limitação de vezes ou número de vezes, bem como o de autorizar sua utilização por terceiros, no todo ou em parte. Entre os direitos da ABOUT SHOES incluem-se, também, os de adaptação, condensação, resumo, redução, compilação e ampliação dos textos e imagens objeto deste termo. Todas as informações de usuários coletadas pela equipe de ABOUT SHOES são confidenciais, sendo intransferíveis, e somente poderão ser fornecidas a terceiros mediante orientação legal ou a terceiros, devidamente autorizados pela Revista ABOUT SHOES e About Editora. Os termos da autorização do uso e de publicação de textos e imagens entre as partes serão regidos e interpretados de acordo com as Leis da República Federativa do Brasil. O visitante/ usuário concorda expressamente em submeter-se à competência única e exclusiva dos tribunais brasileiros e, em especial, ao Foro da Comarca de Novo Hamburgo, Estado do Rio Grande do Sul, para dirimir quaisquer questões oriundas deste instrumento.

Comente esta matéria

0 comentários

Concordo com o termo de uso.
Veja mais colunas deste autor:

News | 29.11.2016 | Cristina Pacheco

ABOUT SHOES EDIÇÃO #34: REINVENÇÃO

News | 06.06.2016 | Cristina Pacheco

ABOUT SHOES EDIÇÃO #33: Season free

News | 13.11.2015 | Cristina Pacheco

About Shoes edição #31: inverno 2016

News | 02.07.2015 | Cristina Pacheco

Edição #30 traz os destaques para o verão

Entrevista | 09.06.2015 | Cristina Pacheco

Design para emocionar
Assine Lateral 3 - http://www.aboutshoes.com.br/assine
Receba as últimas novidades sobre moda e design.
Copyright © Nove Editora Ltda. Todos os direitos reservados. WT Prime - Conectada à Mudanças