Entrevista  | 09.01.2015 | Juliana Berwig

Paula Cademartori, cinco anos depois
e-mail

comentarios

0
.


Com um reconhecido trabalho que mescla cores intensas e materiais nobres, a designer de bolsas Paula Cademartori comemora, junto com a About Shoes, cinco anos de uma trajetória marcada pela criatividade, com direito a um espaço nobre em algumas das vitrines mais badaladas do mundo. Das páginas da edição de estreia da revista aos dias de hoje, a designer conta o que mudou em sua cobiçada marca, símbolo de uma elegância sem afetações.
 
Em busca da reconhecida excelência do “made in Italy” quando o assunto é a produção artesanal de calçados e acessórios, a designer gaúcha Paula Cademartori foi procurar no país em forma de bota toda a inspiração que buscava para dar início a uma promissora carreira no mundo da moda. Dos bancos do curso de Design Industrial na Ulbra, em Canoas, no Rio Grande do Sul, para o mestrado na incensada Universidade Marangoni, em Milão, onde fez mestrado em Design de Acessórios, a estilista percorreu um caminho e tanto para chegar ao closet de algumas das fashionistas mais celebradas nos dias de hoje, como a editora de moda Anna Dello Russo, a atriz Julia Stiles e a top blogger Chiara Ferragni. Antes de lançar uma marca com o seu nome, a estilista passou pela criação da poderosa Versace e se arriscou em um projeto da Vogue Italia – o celebrado “Who’s On Next” – que selecionou 140 criadores emergentes de todo o mundo.

Cada vez mais segura de seus passos em uma indústria competitiva e que prima pela qualidade do “handmade”, Paula comemora cada pequena conquista com a maturidade de quem sabe que uma marca sólida só é construída com uma receita que inclui trabalho duro e atenção aos detalhes. Depois de estampar as páginas da primeira edição da About Shoes quando sua empresa ainda engatinhava (e na época, dedicava-se a sapatos), a designer voltou-se para as bolsas, investiu com entusiasmo em modelagens diferenciadas e matérias-primas selecionadas para ganhar 160 pontos de vendas espalhados por todo o mundo. Após cinco anos de estrada, a estilista volta a contrar seu planos em mais uma entrevista exclusiva, desta vez revelando seus sonhos de abrir uma loja própria em um futuro próximo, a força do trabalho manual em suas peças e o até o desenvolvimento de uma fivela especial que virou sua marca registrada – e já copiada por outras empresas do setor – para arrematar suas criações mais famosas.

Em 2010, a About Shoes lançava sua primeira edição e você lançava a sua primeira coleção. Nas páginas da revista, o assunto eram suas expectativas com a estreia e os planos para a nova marca. Depois de cinco anos, o que mudou em sua carreira?

Nestes anos, muitas coisas mudaram! Não foi um caminho fácil, mas foi uma jornada incrível e difícil, cheia de obstáculos e também com muitos momentos de satisfação. Hoje em dia, eu tenho uma empresa sólida e uma equipe que trabalha comigo para alcançar um grande objetivo: transformar a grife Paula Cademartori em uma marca de luxo reconhecida no mundo todo. Atualmente, a coleção primavera/verão está sendo distribuída em mais de 160 pontos de vendas internacionalmente. Para o inverno, a ideia é mostrar os lançamentos na semana de moda de Milão, na Itália. Além disso, uma nova sede do meu atelier, localizado na Borgogna 3, deve ser inaugurada em breve.

Nesse período, você criou uma marca desejável e com o título de ‘it bags’. De que forma suas peças se tornaram um ícone fashion reverenciado por celebridades como Anna Dello Russo e Chiara Ferragni?

Eu acho que expressão “ícone fashion” ainda é muito grande para mim, pois ainda estou trabalhando duro para fazer mais e melhores bolsas a cada dia. Em primeiro lugar, acredito que a paixão e o desejo de realizar as coisas da melhor maneira possível me permitiu chegar até este ponto da minha carreira. O crescimento da marca também se deve, sem dúvida, ao apoio dos fornecedores italianos e a força do “made in Italy”, já que todos os meus artigos são produzidos exclusivamente no país. A atenção da imprensa e das celebridades em geral também me dão uma enorme alegria. Ao mesmo tempo, acho que o que me permitiu crescer foi não desistir diante dos obstáculos, trabalhar duro e estar sempre pensando em ir além.

De alguma maneira a Itália e o Brasil se encontram em suas criações?

Com certeza a origem brasileira influencia o meu trabalho e eu acho que isso se reflete, acima de tudo, na maneira de brincar com cores e materiais. Até mesmo nas coleções de inverno é possível encontrar tons mais iluminados e misturas inesperadas. Eu acredito que ter nascido no Brasil me dá uma energia diferente e positiva para perseguir meus objetivos na Europa. Por outro lado, também tenho muito orgulho de ser metade italiana. Eu acredito fortemente no “made in Italy” e no processo artesanal que é valorizado no país.

Como chegou à criação da bela fivela que é marca registrada das suas bolsas e que representa, de forma marcante, suas criações?

Quando eu ainda morava no Brasil, cheguei a trabalhar para uma marca de joias. Esta experiência me ajudou muito a desenvolver a minha própria fivela, que imediatamente se tornou uma espécide de logomarca do meu trabalho. A ideia foi criar um poderoso símbolo de elegância para mulheres que não abrem mão de acessórios artesanais da mais alta qualidade.

Quem é a consumidora de sua marca? Que tipo de mulher anda com uma bolsa Paula Cademartori a tiracolo, seja na Itália, no Brasil ou em qualquer lugar do mundo?

Acredito que a marca está identificada com toda mulher que tem um sentido de elegância e que realmente sabe apreciar e distinguir as qualidades de um acessório que não perde o valor com o tempo. Ela não é uma vítima da moda, mas uma pessoa eclética e cosmopolita.

Qual a importância do processo artesanal no seu trabalho? Ele é um dos diferenciais do produto com a sua assinatura?

O “made in Italy” é uma filosofia para mim! A criação das minhas bolsas começa com uma pesquisa meticulosa de curtumes que podem refletir a qualidade da marca. Depois disso, é feito um estudo detalhado de matérias-primas e mais tarde realizamos o desenhos das formas. Na sequência, os modelos são desenvolvidos em tecido. Nesta etapa, eu tento passar o máximo de tempo possível trabalhando lado a lado com os modelistas, verdadeiros artesãos da indústria local. É muito interessante observar e entender o trabalho deles, que é executado a partir de técnicas precisas, passadas de geração em geração. É dentro desse contexto que os primeiros protótipos ganham vida. O processo é longo e eu faço todo o possível para acompanhá-lo de perto até a construção do produto final, que deve ser impecável.

Como é seu processo de criação? O que inspira você no dia a dia de trabalho e na vida em geral?

Eu tento trazer algo novo em cada coleção e é preciso uma longa pesquisa para encontrar sempre novos elementos. Eu sou uma pessoa muito curiosa, fascinada pela criatividade em suas mais diversos meios, especialmente arte e fotografia. Apesar de tudo, as mulheres são a minha principal fonte de inspiração. Os modelos de todas as coleções carregam nomes femininos, a maioria de mulheres que eu admiro por sua forte personalidade e estilo único.

Com imagina o crescimento da marca para os próximos cinco anos?

No futuro, eu vou estar mais focada em expandir a rede de vendas da marca no mundo inteiro. Além disso, em alguns anos, espero inaugurar a primeira flagship store Paula Cademartori. Este é o meu maior sonho atualmente!

Termo de uso

TERMO DE AUTORIZAÇÃO DO USO E DE PUBLICAÇÃO DE TEXTOS E IMAGENS
Os termos e condições abaixo se referem à utilização dos textos e imagens disponibilizados pelo visitante/usuário ao site da ABOUT SHOES. O visitante/usuário  declara-se apto a participar de interatividades, com o objetivo de contribuir com o envio de material, como fotos, conteúdo, informações, textos, frases, entre outros, e que por iniciativa própria aceita e se responsabiliza pela autoria e originalidade do material enviado ao site de ABOUT SHOES. O visitante também se responsabiliza pela obtenção de autorização de terceiros que eventualmente seja necessária para os fins desejados, respondendo dessa forma por qualquer reivindicação que venha a ser apresentada à ABOUT SHOES, judicial ou extrajudicialmente, em relação aos direitos intelectuais e/ou direitos de imagem, ou ainda por danos morais e/ou materiais, causados a ABOUT SHOES, About Editora ou a terceiros por força da presente autorização. Assim, por ocasião do acesso ao site e do envio de informações e imagens, o visitante/ usuário autoriza e está ciente que o site de ABOUT SHOES, bem como a Revista ABOUT SHOES, poderão utilizar, em caráter irrevogável, irretratável, definitivo, gratuito, seu nome, sua imagem, bem como dos textos enviados, no site e na revista impressa, em fotos, cartazes, filmes e/ou spots, jingles e/ou vinhetas, em qualquer tipo de mídia, peças promocionais e campanhas on-line, para a divulgação do site e do Portal, no Brasil e no exterior, bem como para outros fins que desejar, sem limitação de vezes ou número de vezes, bem como o de autorizar sua utilização por terceiros, no todo ou em parte. Entre os direitos da ABOUT SHOES incluem-se, também, os de adaptação, condensação, resumo, redução, compilação e ampliação dos textos e imagens objeto deste termo. Todas as informações de usuários coletadas pela equipe de ABOUT SHOES são confidenciais, sendo intransferíveis, e somente poderão ser fornecidas a terceiros mediante orientação legal ou a terceiros, devidamente autorizados pela Revista ABOUT SHOES e About Editora. Os termos da autorização do uso e de publicação de textos e imagens entre as partes serão regidos e interpretados de acordo com as Leis da República Federativa do Brasil. O visitante/ usuário concorda expressamente em submeter-se à competência única e exclusiva dos tribunais brasileiros e, em especial, ao Foro da Comarca de Novo Hamburgo, Estado do Rio Grande do Sul, para dirimir quaisquer questões oriundas deste instrumento.

Comente esta matéria

0 comentários

Concordo com o termo de uso.
Veja mais colunas deste autor:

Pop | 23.03.2017 | Juliana Berwig

Double trouble

Art | 27.03.2016 | Juliana Berwig

A força criativa de Fernanda Guedes

Icon | 17.03.2016 | Juliana Berwig

Brilho eterno e incontestável

Pop | 15.02.2016 | Juliana Berwig

It`s all about Kanye

Pop | 11.12.2015 | Juliana Berwig

Father John Misty, do fundo do coração
Assine Lateral 3 - http://www.aboutshoes.com.br/assine
Receba as últimas novidades sobre moda e design.
Copyright © Nove Editora Ltda. Todos os direitos reservados. WT Prime - Conectada à Mudanças