Creativity  | 18.11.2013 | Arno Duarte

Seja o protagonista da sua criatividade
e-mail

comentarios

2
.

Chega de mimimi. Uma epidemia de insatisfeitos se forma nas linhas de produção da vida moderna. O fenômeno não é novo, mas parece que somente agora os profissionais começam a se questionar sobre o que os motiva para o trabalho, e a resposta pode estar mais perto do que imaginam.  
Como profissional de recursos humanos e coach, as pessoas geralmente me procuram reclamando da falta de tesão por suas profissões, da vontade de fazer coisas novas, de encontrar satisfação no trabalho. Muitas delas apontam as empresas como maiores culpadas pela falta de motivação. Tudo seria melhor se a empresa fizesse isto ou aquilo. Colocam a responsabilidade da motivação para fora de si.
 
Particularmente, acredito que a criatividade pode ser um combustível poderoso para uma vida profissional satisfatória. Sem criatividade, o trabalho, no qual passamos um terço do nosso dia, vira tarefa, fica chato, pesado. Deixa a sensação de faltar algo. Até mesmo os relacionamentos amorosos viram rotina quando deixam de ter aquela “criatividade” do início do namoro, porque com o trabalho seria diferente? Sem criatividade a vida é morna.

Mas não se culpe se você também está passando por este período “mimimi”. Talvez tenha chegado o momento de mudar o seu posicionamento e se perguntar: como exploro meu lado criativo no trabalho?

Um mês atrás palestrei para um grupo de jovens entre 17 e 19 anos e, já pensando na preparação deste artigo, perguntei a eles sobre satisfação em estudar e sobre as possibilidades de exercitar a criatividade na escola. Resposta geral: nenhuma satisfação e pouca criatividade. Minha curiosidade surgiu ao assistir a palestra do (Sir) Ken Robinson, no TED.com, sobre como as escolas matam a criatividade. Eu quis tirar a prova real, talvez por ter esperança de que o caso só ocorresse na Inglaterra, mas meu teste comprovou a tese do Sir. O fenômeno é global e vai desde o Reino Unido até Santa Rosa, no RS. 
 
Se trouxermos a discussão para o mundo dos adultos, podemos perceber que também as empresas fazem parte deste sistema que pouco valoriza os processos criativos. É lógico, já que as empresas se utilizam da mão-de-obra preparada pelas escolas, de profissionais com o modelo mental que não prioriza a criatividade. Fomos criados em uma linha de produção para atendermos a uma linha de produção. Certamente você já assistiu The Wall e Tempos Modernos. Isto transforma o trabalho em tarefa, chato, pesado.

Entramos num circulo vicioso da não criatividade, onde todos se acomodam e adormecem nos lençóis da mediocridade. O pior é que nem percebemos. Quando crescemos, nos tornamos adultos com medo de errar e conduzimos as empresas assim, criticando os erros e não permitindo a inovação.

E o que a criatividade tem a ver com motivação no trabalho, você deve estar se perguntando. A criação vem da experiência, das trocas, de vivências. Quando nossos sentidos estão aguçados e nosso coração e mente andam em sintonia, a sensação de criar algo é quase a mesma de quando estamos apaixonados. Sem criatividade somos robôs tarefeiros respondendo a comandos externos. Como seria se voltássemos a nos sentir crianças livres nestes momentos, sem medo de julgamentos ou críticas com nossas criações? 
 
O convite que faço é para que você busque formas de assumir o protagonismo da sua vida e reflita sobre as oportunidades que surgem quando você se posiciona como um agente de criatividade no seu trabalho. Em tempos de protestos por tudo e qualquer coisa, proteste por um movimento interno que estimule a criatividade. Rebele-se contra o sistema e acabe com o mimimi. A mudança começa por você.  

Termo de uso

TERMO DE AUTORIZAÇÃO DO USO E DE PUBLICAÇÃO DE TEXTOS E IMAGENS
Os termos e condições abaixo se referem à utilização dos textos e imagens disponibilizados pelo visitante/usuário ao site da ABOUT SHOES. O visitante/usuário  declara-se apto a participar de interatividades, com o objetivo de contribuir com o envio de material, como fotos, conteúdo, informações, textos, frases, entre outros, e que por iniciativa própria aceita e se responsabiliza pela autoria e originalidade do material enviado ao site de ABOUT SHOES. O visitante também se responsabiliza pela obtenção de autorização de terceiros que eventualmente seja necessária para os fins desejados, respondendo dessa forma por qualquer reivindicação que venha a ser apresentada à ABOUT SHOES, judicial ou extrajudicialmente, em relação aos direitos intelectuais e/ou direitos de imagem, ou ainda por danos morais e/ou materiais, causados a ABOUT SHOES, About Editora ou a terceiros por força da presente autorização. Assim, por ocasião do acesso ao site e do envio de informações e imagens, o visitante/ usuário autoriza e está ciente que o site de ABOUT SHOES, bem como a Revista ABOUT SHOES, poderão utilizar, em caráter irrevogável, irretratável, definitivo, gratuito, seu nome, sua imagem, bem como dos textos enviados, no site e na revista impressa, em fotos, cartazes, filmes e/ou spots, jingles e/ou vinhetas, em qualquer tipo de mídia, peças promocionais e campanhas on-line, para a divulgação do site e do Portal, no Brasil e no exterior, bem como para outros fins que desejar, sem limitação de vezes ou número de vezes, bem como o de autorizar sua utilização por terceiros, no todo ou em parte. Entre os direitos da ABOUT SHOES incluem-se, também, os de adaptação, condensação, resumo, redução, compilação e ampliação dos textos e imagens objeto deste termo. Todas as informações de usuários coletadas pela equipe de ABOUT SHOES são confidenciais, sendo intransferíveis, e somente poderão ser fornecidas a terceiros mediante orientação legal ou a terceiros, devidamente autorizados pela Revista ABOUT SHOES e About Editora. Os termos da autorização do uso e de publicação de textos e imagens entre as partes serão regidos e interpretados de acordo com as Leis da República Federativa do Brasil. O visitante/ usuário concorda expressamente em submeter-se à competência única e exclusiva dos tribunais brasileiros e, em especial, ao Foro da Comarca de Novo Hamburgo, Estado do Rio Grande do Sul, para dirimir quaisquer questões oriundas deste instrumento.

Comente esta matéria

2 comentários

Concordo com o termo de uso.
QQQ

fundo. \"Você é claro de filme porno estuprá -nos em minha perfect girls sexo emoção , levando sua Japonesa amarrada e vendada leva com dildo e verga na cozinha bunda. Nota muito ajustadito .

Thiago Soares Cerilo

Show!

Veja mais colunas deste autor:

Life | 23.12.2016 | Arno Duarte

Ensimesmado

Life | 11.07.2016 | Arno Duarte

Seja impecável com os seus sonhos

Life | 13.04.2016 | Arno Duarte

Liberdade de ser quem se é

Gestão | 08.08.2014 | Arno Duarte

Mais amor nas organizações, por favor

Entrevista | 21.06.2013 | Arno Duarte

Quantos anos você ainda gostaria de viver?
Assine Lateral 3 - http://www.aboutshoes.com.br/assine
Receba as últimas novidades sobre moda e design.
Copyright © Nove Editora Ltda. Todos os direitos reservados. WT Prime - Conectada à Mudanças