Art  | 30.04.2013 | Luciane Bohrer

Entrevista com David Downton
e-mail

comentarios

441
.

O veterano David Downton é um ilustrador de moda considerado dos melhores do mundo. Mesmo assim, diz que não precisa ser muito bom em desenhar. O segredo está em saber capturar a imagem – primeiro com o olhar.

A vontade de guardar na memória a realidade ao nosso redor deu origem a algumas formas de registro. Uma das primeiras maneiras de perpetuar as cenas do cotidiano foi o desenho. Em tempos de multi dimensões, ele continua firme e forte na sua bidimensionalidade. Na moda, traços artesanais podem ser itens de luxo no meio de tantas tecnologias padronizadoras. E podem ser o meio de vida de alguns profissionais que se dedicam a prolongar a realidade com lápis e papel.

Para saber sobre esse mercado fomos falar com um dos ilustradores de moda mais respeitados no mercado. O inglês David Downton tem 51 anos e há mais de 20 imortaliza coleções, modelos e marcas nos seus traços.

David estudou fez bacharelado em ilustração e, em 1984, começou sua carreira de ilustração em Brighton. Nos doze anos seguintes – período que ele descreve como “abanando o rabo quando o telefone tocava” – ele trabalhou em uma variedade de projetos entre publicidade e embalagens, livros de receitas e, ocasionalmente, moda.

Em 1996, o Financial Times o chamou para desenhar desfiles de alta-costura e, desde então, David tornou-se conhecido como ilustrador de moda. Seus trabalhos foram vistos internacionalmente, nos Estados Unidos, na China, Austrália e até no Oriente Médio, bem como em quase todo caderno de moda do Reino Unido.

A lista de clientes de David incrementou sensivelmente. Tiffany & Co, Bloomingdales, Barney’s, Harrods, Top Shop, Chanel, Dior, L’Oreal, Vogue, Harper’s Bazaar, V Magazine, só para citar alguns. Em 1998, ele começou a trabalhar  com retratos e já desenhou algumas das mulheres mais lindas do mundo, como as tops Erin O’Connor e Linda Evangelista e, também Paloma Picasso e Catherine Deneuve. Em 2007, David lançou Pourquoi Pas? O primeiro jornal de Ilustração de Moda. Atualmente, ele leciona na Universidade de Moda de Londres e, em abril 2009, recebeu o título de honoris causa da Academia de Universidade de Arte, San Francisco. Confira, nesta entrevista, como essa história começou e como chegou até as passarelas mais conceituadas do mundo.

Quando começou a desenhar?

Eu sempre desenhei. Quando criança, minha ideia de divertimento era uma grande folha de papel branco. Eu não imaginava que poderia viver disso.

Como você se tornou um ilustrador de moda?

Eu não sei muito bem como isso aconteceu. Passei aproximadamente 15 anos como ilustrador freelancer pegando qualquer trabalho e me divertindo muito. Às vezes, devido a meu estilo de desenhar, eu fui contratado para produzir imagens de moda, mas eu acho que naquele tempo fiz de tudo um pouco. De livros infantis a manual sexual. Meu primeiro trabalho foi uma capa da revista Which Computer nos anos 80.

Como é a sua rotina de trabalho?

Meu trabalho envolve muitas viagens. No último mês eu fui para a Austrália, Hong Kong e Nova York. Estou indo para Florença amanhã e depois, então, Paris no final do mês. Geralmente dirijo da minha casa em Sussex (na costa do sul da Inglaterra) ao meu estúdio em Brighton por volta das 8 horas da manhã. Verifico meus emails e telefonemas e lá pelas 10 horas começo a desenhar. Normalmente tenho vários projetos e estou sempre à procura de novos. Hoje em dia, ilustração de moda é business.

Você trabalha somente com temas relacionados com moda?

Não me planejei para ser um ilustrador de moda, isso é algo que aconteceu no meio do caminho. Meu sentimento é que continuarei por aqui até me entediar da moda (ou vice-versa!).

Você tem vontade de desenhar no seu tempo livre?

Eu realmente não tenho muito tempo livre, mas quando vou para Grécia por três semanas no verão, por exemplo, eu não desenho. Mas eu acho que se ficasse muito tempo sem desenhar, teria que fazê-lo mesmo nas férias!

Você disse em uma entrevista que para ser bom em ilustração de moda, você não pode ser muito bom em desenhar? Como assim?

Porque algumas pessoas pensam que tudo começa no desenho. Eu penso que tudo começa no olhar e daí vem o desenho. E o incrível é que quanto mais você faz, melhor você fica. Eu me inspiro muito em ilustradores como Rene Gruau, Kenneth Paul Block e Erte que produziram muito por muito tempo.

Você disse que o computador é um mal necessário. Não gosta de usar tablets para desenhar?

Porque eu não quero passar minha vida sentado diante de uma tela. Eu fico quando estou trabalhando. Eu gosto do tato, gosto de cometer erros. No computador isso não é tão possível. Dito isso, como tudo mundo, parece que estou sempre na frente do computador, escaneando, mandando, recebendo, pesquisando. Eu suponho que apenas não gosto de usar criativamente.

Para aqueles que gostam de desenhar e gostam de moda, você diria que este é um mercado difícil, ou já foi mais?

Naturalmente! Nunca foi fácil, mas há muitos mercados para ilustradores de moda hoje e há um interesse crescente nele enquanto forma de arte. Penso que é uma ótima época para tornar-se um ilustrador de moda. Principalmente porque está em um estado de evolução. Agora, não há mais nenhuma regra…

O que uma ilustração de moda precisa para ser reconhecida?

Precisa de fluidez, maestria na captura, pegar o sentido do momento, saber usar o espaço e, o mais importante de tudo, ter traços fortes. Ah, e você não pode ser muito bom no desenho.

Termo de uso

TERMO DE AUTORIZAÇÃO DO USO E DE PUBLICAÇÃO DE TEXTOS E IMAGENS
Os termos e condições abaixo se referem à utilização dos textos e imagens disponibilizados pelo visitante/usuário ao site da ABOUT SHOES. O visitante/usuário  declara-se apto a participar de interatividades, com o objetivo de contribuir com o envio de material, como fotos, conteúdo, informações, textos, frases, entre outros, e que por iniciativa própria aceita e se responsabiliza pela autoria e originalidade do material enviado ao site de ABOUT SHOES. O visitante também se responsabiliza pela obtenção de autorização de terceiros que eventualmente seja necessária para os fins desejados, respondendo dessa forma por qualquer reivindicação que venha a ser apresentada à ABOUT SHOES, judicial ou extrajudicialmente, em relação aos direitos intelectuais e/ou direitos de imagem, ou ainda por danos morais e/ou materiais, causados a ABOUT SHOES, About Editora ou a terceiros por força da presente autorização. Assim, por ocasião do acesso ao site e do envio de informações e imagens, o visitante/ usuário autoriza e está ciente que o site de ABOUT SHOES, bem como a Revista ABOUT SHOES, poderão utilizar, em caráter irrevogável, irretratável, definitivo, gratuito, seu nome, sua imagem, bem como dos textos enviados, no site e na revista impressa, em fotos, cartazes, filmes e/ou spots, jingles e/ou vinhetas, em qualquer tipo de mídia, peças promocionais e campanhas on-line, para a divulgação do site e do Portal, no Brasil e no exterior, bem como para outros fins que desejar, sem limitação de vezes ou número de vezes, bem como o de autorizar sua utilização por terceiros, no todo ou em parte. Entre os direitos da ABOUT SHOES incluem-se, também, os de adaptação, condensação, resumo, redução, compilação e ampliação dos textos e imagens objeto deste termo. Todas as informações de usuários coletadas pela equipe de ABOUT SHOES são confidenciais, sendo intransferíveis, e somente poderão ser fornecidas a terceiros mediante orientação legal ou a terceiros, devidamente autorizados pela Revista ABOUT SHOES e About Editora. Os termos da autorização do uso e de publicação de textos e imagens entre as partes serão regidos e interpretados de acordo com as Leis da República Federativa do Brasil. O visitante/ usuário concorda expressamente em submeter-se à competência única e exclusiva dos tribunais brasileiros e, em especial, ao Foro da Comarca de Novo Hamburgo, Estado do Rio Grande do Sul, para dirimir quaisquer questões oriundas deste instrumento.

Comente esta matéria

441 comentários

Concordo com o termo de uso.
Jordan 11 Low

CDHDFLJordan 1 BSFSFLJordan Retro 11 BSFSFLJordan Retro 13 DGECFLAir Jordan 3 DGGFJEAir Jordan 5 BSGFJE Jordan 11 Low

NCUZbpGQ

NCUZbpGQ http://www.pgL2TS1Si2740j16i7tJQt.com/ NCUZbpGQ [url=http://www.pgL2TS1Si2740j16i7tJQt.com/]NCUZbpGQ[/url]

aEBJbESO

aEBJbESO http://www.3eR0Qj34OLf9Zh9S7G3wi7.com/ aEBJbESO [url=http://www.3eR0Qj34OLf9Zh9S7G3wi7.com/]aEBJbESO[/url]

jordans-cheap.com

It is best to take part in a contest for among the best blogs on the internet. I will recommend this internet site! jordans-cheap.com

veja todos os comentários
Veja mais colunas deste autor:

Gestão | 28.11.2014 | Luciane Bohrer

O fracasso me subiu à cabeça

Gestão | 17.04.2014 | Luciane Bohrer

O melhor de cada um

Architecture | 26.09.2013 | Luciane Bohrer

Il Gufo: luxo para o público infantil

Retail | 02.07.2013 | Luciane Bohrer

L’Eclaireur: moda, conceito e arquitetura em Paris

Art | 01.07.2013 | Luciane Bohrer

Cate Parr: arte e sensibilidade em aquarelas
Assine Lateral 3 - http://www.aboutshoes.com.br/assine
Receba as últimas novidades sobre moda e design.
Copyright © Nove Editora Ltda. Todos os direitos reservados. WT Prime - Conectada à Mudanças